Câncer de pâncreas, dos sintomas ao tratamento

 Esse tumor ganhou destaque após as mortes do jornalista Otavio Frias Filho e da cantora Aretha Franklin. Saiba como evitar, diagnosticar e tratar a doença.

(Foto: Reprodução)

As mortes recentes do jornalista Otavio Frias Filho e da cantora Aretha Franklin jogaram luz sobre o câncer de pâncreas e sua agressividade. Esse tumor é especialmente perigoso, porque atinge um órgão importantíssimo e é de difícil diagnóstico. Em 2013, por exemplo, ele matou 8 710 brasileiros.

Sinais do câncer de pâncreas para ficar de olho


Fatores de risco

• Tabagismo
 Obesidade
• Consumo de álcool
• Pancreatites crônicas
• Diabetes

Não estranhe o fato de que citamos o diabetes tanto como consequência quanto como uma possível causa do tumor de pâncreas. Por um lado, o câncer compromete a produção de insulina nesse órgão – e a ausência desse hormônio faz a glicemia ir às alturas, o que define o diabetes.
Por outro, a presença do diabetes promove alterações no pâncreas que, com o tempo, fomentam o surgimento de um tumor. Além disso, o excesso de glicose na circulação está intimamente ligado à obesidade, outro fator de risco para nódulos malignos na região.
De maneira mais ampla, a prevenção passa por mudanças no estilo de vida que, entre outras coisas, afastam o diabetes e o excesso de peso. A prática de atividade física e uma alimentação equilibrada contribuem bastante nesse sentido. No mais, vale a pena maneirar nas bebidas alcoólicas e apagar o cigarro de uma vez por todas.
  Por: Saúde Abril
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabia que a mulher mais alta do Brasil é paraense? Conheça

Belém ganha nova Agência de Namoro e Matrimônio

Após injetar cimento, transexual recupera feições com procedimento