DEPRESSÃO: O grande mal do século e seus sintomas!



Muito tem se falado na sociedade atual, a respeito da depressão. Os estudos sobre essa doença se iniciaram em 1920, já nessa época se dizia que as mulheres possuíam o dobro de chances do que os homens de se tornarem depressivas.

O QUE É DEPRESSÃO?

Fisiologicamente, a depressão é um desequilíbrio no cérebro, mas ao contrário de outras doenças, ela não pode ser curada apenas com medicamentos, já que ela é uma combinação de fatores biológicos e sociais. Sua qualidade de vida, seus relacionamentos e sua maneira de enfrentar o mundo, podem ser o gatilho para a depressão aparecer.

Sentir tristeza em algum momento específico da vida é normal, como após a perda de um ente querido. Porém, algumas pessoas vivenciam esse sentimento de forma mais intensa e por longos períodos, que podem não ser apenas dias, mas sim meses e até por anos.

E nem sempre na depressão, essas pessoas tem um motivo aparente para se sentir assim e pode surgir em homens e mulheres de qualquer idade, mas também pode afetar adolescentes ou idosos e, os 5 principais motivos de depressão incluem:

1. um acontecimento marcante na vida.

2. Bullying ou chantagem emocional.

3. Doenças graves.

4.  Alterações hormonais.

5.  Uso de remédios.

Uma pessoa com depressão tem sintomas psicológicos tanto quanto físicos, que nem sempre são facilmente reconhecidos e assim,para para identificar alguém com depressão, segundo as orientações do manual de diagnósticos de transtornos mentais (DSM V), é necessário observar os seguintes sinais e sintomas:

*Humor deprimido
*Perda de interesse ou prazer para as atividades do dia-a-dia.
*Perda ou ganho de peso acentuado sem estar de dieta.
*Aumento ou diminuição de apetite.
*Insônia ou excesso de sono.
*Agitação ou Lentidão.
*Fadiga e perda de energia.
*Sentimento de inutilidade ou culpa excessiva ou inadequada.
*Indecisão ou capacidade diminuída de pensar ou concentrar-se.
*Pensamentos de morte recorrentes, vontade de morrer, assim como tentativa ou planejamento de suicídio.

Se você tem alguns desses sintomas, 
procure ajuda, pois é muito mais difícil vencer essa doença sozinho, portanto é fundamental falar com um amigo, um familiar, psicólogo ou com um médico sempre que não estiver bem ou alguém notar uma piora nos seus sintomas. 


Conviver com quem sofre de depressão não é tarefa fácil e muitas pessoas desistem de ajudar e deixam pra lá como se tudo fosse se resolver como um passe de mágica.

É aí que mora o perigo, então nada de discutir ou desistir da pessoa, mantenha a calma e aproxime-se de forma compreensiva e diga o quanto essa pessoa é importante pra você e que juntos vão encontrar uma maneira dela se sentir melhor.

Esteja por perto,faça algo em conjunto,não julgue ou critique,ofereça seu apoio e ouça seus medos e suas preocupações.

Abraços ajudam bastante!

Até a próxima e muita luz na vida de cada um de nós.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabia que a mulher mais alta do Brasil é paraense? Conheça

Belém ganha nova Agência de Namoro e Matrimônio

Após injetar cimento, transexual recupera feições com procedimento