Em Altamira, rodovia Transamazônica é liberada após acordo entre indígenas e Funai


              (Foto:Reprodução/Google Imagens)
         
   Funai garantiu aos manifestantes de forma documental o processo de retirada dos ocupantes da Terra indígena Apyterewa, além da portaria que estende a missão da força Nacional dentro da terra.

  A rodovia transamazônica, BR-230, foi liberada pelo grupo de indígenas da etnia Parakanã, na noite da última sexta (3). A via tinha sido bloqueada desde a madrugada no quilômetro 603, em Altamira, sudoeste Paraense.

  No início da semana, índios de dez aldeias procuraram a justiça federal em Altamira, para cobrar a retirada de invasores das terras Apyterewa. Eles denunciam que as áreas estariam sendo alvo de crimes ambientais.

  De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no fim da tarde de sexta a Fundação Nacional do Índio (Funai) garantiu aos manifestantes com um documento, o processo de retirada dos ocupantes da Terra indígena Apyterewa, além da portaria que estende a missão da Força Nacional dentro da terra.

  Após a leitura dos documentos, os índios Parakanãs, aceitaram a proposta e tudo se normalizou, e enfim liberaram a via, com o reforço da PRF na orientação do trânsito.

*Com colaboração de G1 PARÁ



Postar um comentário

0 Comentários