Participante do maior assalto a banco é preso


13 anos após o maior assalto a banco no Brasil, a PM do DF prendeu Adelino Angelin de Souza Neto, de 36 anos, conhecido como “Amarelo”, acusado de participação no assalto ao Banco Central de Fortaleza.
Isso se deu graças à uma denúncia anônima. Adelino foi preso em casa e na ocasião estava acompanhado da esposa e a filha e não reagiu à prisão.
Segundo a PM, foi encontrado na casa do acusado uma pistola calibre .380 com doze munições intactas.
Existia contra ele um mandado de prisão em aberto, válido até março de 2034 e ele era considerado foragido.
O “Amarelo" participou da quadrilha que conseguiu cavar um túnel de 78 metros, perfurar o piso de concreto de 1,10 metro de espessura revestido com uma malha de aço, passar por sensores de movimento e câmeras de vigilância sem dispará-los e levar R$ 164,7 milhões do cofre do Banco Central de Fortaleza, sendo considerado o maior furto a banco já registrado no Brasil.
Adelino Angelim de Souza foi encaminhado para o 6°DP de Paranoá.
Após a audiência de custódia na Justiça, o acusado deverá cumprir pena no Complexo Penitenciário da Papuda, Distrito Federal.

Foto: Divulgação/PM


Por: Rafael Silva

Postar um comentário

0 Comentários