Fossa das marianas O local mais fundo e assustador do oceano.

A Fossa das Marianas é um ambiente muito frio e altamente pressurizado, a pressão é mais de 1.000 vezes maior que a pressão que sentimos ao nível do mar. Apesar destas condições inóspitas do fundo do mar, é o lar de milhares de espécies de invertebrados e peixes incomuns. Estes incluem espécies mais comuns, como solha e linguado, bem como o bizarro peixe-pescador, que usa uma protusão bioluminescente (luz produzida por um organismo vivo) para atrair sua presa.

A primeira visita tripulada à fossa das Marianas, foi realizada pelo norte-americano Don Walsh e o suíço Jacques Piccard, em 1960, a bordo do batiscafo Trieste. Em 2012, o diretor de cinema James Cameron repetiu a façanha, se tornando a primeira pessoa a chegar lá sozinha.

A Fossa das Marianas é o local mais profundo de todos os oceanos. Com uma profundidade aproximada de 11.034 metros.

 O primeiro estudo completo do local se deu em 1951, pelo “Challenger II”, um batiscafo (aparelho próprio para exploração de grandes profundidades) da marinha Britânica que registrou sua profundidade. teria se formado há mais ou menos 6 e 9 milhões de anos atrás na região de encontro das placas tectônicas das Filipinas e do Pacífico, próximo a região das Ilhas Marianas.

É muito lunar, muito desolado, muito isolado, afirmou o cineasta canadense,Senti como se, no espaço de um dia, tivesse ido a outro planeta e voltado, afirmou Cameron.

A experiência de descer ao “enorme abismo” dos oceanos foi, segundo ele, como “cair na escuridão, é algo que um robô não pode descrever”.

 A pressão da água no fundo da fossa é de esmagadoras oito toneladas por polegada quadrada, o equivalente a milhares vezes a pressão atmosférica padrão no nível do mar.

Devido à profundidade extrema, a Fossa das Marianas fica em escuridão perpétua e a temperatura se situa sutilmente acima da de congelamento.

Se o Monte Everest, o ponto mais alto da Terra, com 8.850 m de altitude, fosse colocado na Fossa das Marianas, ainda restariam mais de 2.000 m de água acima dele,imaginem isso minha gente,é muito fundo mesmo,um enorme abismo.

O Deepsea Challenger é um submersível de mergulho profundo e foi construído especialmente para a aventura de Cameron na fossa das marianas.


Como se trata de um lugar único e tão isolado é bem provável que exista criaturas que possuem aparência bastante estranhas vivendo por lá,vem comigo conhecer algumas dessas criaturas.

É o Dumbo Octopus e pode chegar a medir 30cm.


Esse é o Barreleye Fish, ele possui uma cabeça transparente que se acredita que serve para aumentar a iluminação ao seu redor.


Tubarão Goblin (Goblin Shark)


Peixe-pescador Demônio do Mar (Seadevil Anglerfish)


Esse peixe com aparência assustadora é o Deep-sea Dragonfish.


 Existem muitas outras criaturas peculiares vivendo nas profundezas da fossa e em todo o oceano.

Muitos mistérios envolvem o nosso mundo,os oceanos e quem realmente sabe ao certo o que poderemos encontrar ainda...

Tudo pode ser possível e complexo para o nosso entendimento.

Vão surgir muitas pessoas ainda ao longo do tempo para tentar desvendar os segredos dessa fossa,O explorador russo Fyodor Konyukhov é uma dessas pessoas que está se preparando para ir até o fundo da fossa das Marianas,em um submersível que será construído especialmente para esse fim, segundo afirmou o chefe da expedição, Sergei Sergeev.

Vamos esperar por novas descobertas e que esse passeio seja mais um sucesso para ajudar na compreensão e nos estudos sobre os seres abissais e sobre a imensidão dos nossos oceanos.

Até a proxima...

Amor,Gratidão e fé.


Por Débora Barroso

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabia que a mulher mais alta do Brasil é paraense? Conheça

Belém ganha nova Agência de Namoro e Matrimônio

Após injetar cimento, transexual recupera feições com procedimento