sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Benefícios do açaí: emagrece, retarda envelhecimento e previne doenças


Foto: Camila Neves

Típico da região amazônica, o açaí é recheado de nutrientes que fazem bem à saúde. Fruto do açaizeiro, uma espécie de palmeira, ele é originário do norte do Brasil. Também chamado pelo nome científico de Euterpe oleracea, hoje é produzido em diversas regiões do país e do mundo.


E o segredo dessa paixão pela fruta não está só porque ela é saborosa. Os benefícios do açaí são o que fazem dele um alimento muito especial. Isso porque é rico em vitaminas que melhoram o funcionamento do corpo como um todo.

São elas: complexo B (principalmente B1 e B2), vitamina C, E, magnésio, fósforo, potássio e até fibras, como destaca a nutricionista funcional e esportiva Orion Carneiro, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
7 benefícios do açaí para o organismo
1. Emagrece

O açaí exerce um importante papel para controlar o peso e ajudar no emagrecimento. Por ser muito rico em fibras, ele ajuda a aumentar a sensação de saciedade no organismo — o que faz a gente comer menos –, e influencia diretamente na diminuição da compulsão alimentar.
2. Reduz colesterol

A fruta é rica em antioxidantes (antocianinas e proantocianidinas, que dão a cor roxa), que são responsáveis por controlar, prevenir e até inibir processos inflamatórios. Elas também atuam na redução do LDL-colesterol (o famoso colesterol ruim).
3. Previne doenças do coração

Outro dos benefícios do açaí é a prevenção de doenças. Esses mesmos antioxidantes também melhoram a sensibilidade da insulina e reduzem a pressão arterial. “Tudo isso ajuda muito na prevenção de doenças cardiovasculares”, explica a nutricionista Orion Carneiro.


Além dos antioxidantes, o açaí ainda contém gorduras monoinsaturadas, que, ao contrário do que pode parecer, são ótimas para a saúde — principalmente para o cérebro.
4. Previne Alzheimer

As antocianinas e proantocianidinas também ajudam a prevenir a Doença de Alzheimer. Isso acontece porque essas substâncias ajudam a reduzir a exposição de células nervosas a processos degenerativos e inflamatórios recorrentes, que são justamente os fenômenos que abrem caminho para o colapso do tecido cerebral.
5. Retarda o envelhecimento

É exatamente esse processo de evitar que as células passem por esses constantes ataques que também permite o retardamento do envelhecimento e dos seus efeitos no cérebro e até na pele, como o aparecimento de acnes e celulite. Comer açaí pode ajudar nisso também.
6. Previne o câncer

De acordo com Carneiro, diversos estudos científicos já mostraram a relação do consumo de açaí com a prevenção de câncer. As substâncias chamadas de polifenois ajudam a reduzir fatores ligados ao desenvolvimento da doença, como a produção de radicais livres. Sem contar que conseguem promover a morte das células cancerígenas.
7. Ajuda no intestino

Além de tudo isso, o açaí ainda é ótimo para quem sofre de constipação (prisão de ventre). Mas Orion aconselha: “Sempre que consumir alimentos ricos em fibras, é importante aumentar o consumo de água também, pois a hidratação é fundamental para o ‘amolecimento’ do bolo fecal e melhor funcionamento do intestino”.
Como consumir açaí

Açaí com banana, açaí com leite condensado, leite ninho, granola, são diversas as variações. Entretanto, a nutricionista Orion afirma que a melhor forma de consumir o açaí é como fruta mesmo, com o menos possível de aditivos.

“Assim, aproveitamos 100% de todos os nutrientes deste alimento funcional”, explica ela. A segunda melhor forma de comer é com a polpa congelada, sem adição de xarope. Neste caso, “é possível bater com outras frutas, água de coco, batata yacon e mel, que são opções mais docinhas”, completa.

Nada de colocar açúcar, leite condensado, farinhas, entre outros. “São alimentos ricos em açúcares e gorduras ‘ruins’, que contribuem para o ganho de peso e aumento do risco de doenças crônicas”, alerta a especialista.

A fruta pode ser consumida diariamente na quantidade de 15 unidades ou 30 gramas de polpa congelada (por volta de 110 calorias). Mas o ideal é procurar um profissional de nutrição para que ele adeque a necessidade energética de acordo com os gastos calóricos de cada um.

Açaí antes ou depois dos treinos?

Por conter carboidrato, o açaí é um grande aliado das atividades físicas. Mas, para isso, ele precisa ser incluído de forma correta na alimentação de acordo com o objetivo de cada um.

“Se for aumentar energia durante o treino, o ideal é consumir 30 minutos antes do exercício. Mas se o objetivo for o ganho de massa muscular o ideal é consumir após o treino”, explica a nutricionista.

Ele ajuda muito na prevenção de lesões musculares, melhora o rendimento, aumenta a força e a massa magra (muscular) — além de influenciar na perda de peso.

E não existe contraindicação. O risco de consumir açaí em excesso é que pode contribuir para o ganho de peso, pois é uma fruta que contém uma quantidade considerável de calorias. “Não é só porque o alimento é saudável que podemos abusar. O segredo é sempre o equilíbrio”, lembra Orion.



Nenhum comentário:

DESTAQUES