FATOS & CURIOSIDADES: O Protetor da mata - CURUPIRA!


Para os índios e os bandeirantes, o Curupira era considerado uma criatura perigosa, demoníaca, maliciosa, muito temida. Isso porque esse personagem esteve associado a muitos casos de violência, rapto de crianças e horror psicológico.

Capaz de enfeitiçar as crianças, o Curupira as raptava e somente depois de sete anos elas eram devolvidas aos pais. Por isso, ficou conhecido como o mau espírito, disposto a assombrar as noites dos índios e dos bandeirantes.

Quem já viu o Curupira, descreve-o assustado: é um ser de pequena estatura, corpo coberto de pelos, olhos injetados de sangue, unhas azuis e, sua mais curiosa característica, pés virados para trás. A estranha criatura caminha pelas florestas com o calcanhar voltado para a frente, deixando pegadas ao contrário.


O Padre José de Anchieta, em 1560, relatou casos de índios que foram surpreendidos dentro da mata e surrados muitas vezes até a morte pelo Curupira. Em alguns estados do Brasil, ele surge com características e nomes diferentes. Ora aparece como Caapora, ora como Zumbi. Outras vezes, ainda, como Caiçara, sempre acompanhado de um grande número de porcos do mato.




Para defender a natureza que o abriga, o Curupira ataca seus inimigos fazendo deles vítimas que castiga de várias maneiras. A mais comum é transformar-se em caça, atraindo então o caçador cada vez mais para o interior da floresta, impossibilitando-o de encontrar o caminho de volta. Lá, entregue a própria sorte, o homem certamente morre de fome e exaustão.

Em outros momentos faz o contrário. Facilita o abate da presa, mas o caçador ao se aproximar, contente, do animal abatido, encontra no lugar seu filho, sua mulher ou um grande companheiro ferido. Outras vezes, ainda, só para assustar, o caçador é acordado em sua rede por um assobio estridente. Ou então, como se alguém ou algo estivesse surrando cães, por infernal gritaria.
Mas o Curupira não é só terror.

Há quem diga que ele não persegue quem caça por necessidade. Nesses casos, chega até mesmo a ajudar. Em troca de armas infalíveis, ele exige fumo, comida, cachaça e… segredo absoluto.

O que acharam?

Cuidado ao entrarem na floresta, pois o curupira pode está observando vocês.

Amor,Gratidão e fé.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabia que a mulher mais alta do Brasil é paraense? Conheça

Belém ganha nova Agência de Namoro e Matrimônio

Após injetar cimento, transexual recupera feições com procedimento