LOIRA DO BANHEIRO: A verdadeira história!

  Todo mundo em alguma parte do mundo já ouviu histórias sobre a loira do banheiro, existem variações e maneiras de invocar-la, vamos comigo conhecer essa lenda e alguns depoimentos de pessoas que dizem ter visto esse fantasma.


Ela aparecia em banheiro, principalmente de escolas, após alguém realizar uma sequência de ações: gritar seu nome três vezes na frente do espelho, chutar a privada e falar palavrões ou mesmo dar a descarga com fio de cabelo no vaso sanitário. 

Há várias versões da história, mas a versão mais aceita da lenda é de que ela teria se inspirado na história da jovem Maria Augusta de Oliveira, nascida no final do século 19, em Guaratinguetá, São Paulo. Dizem que ela seria filha do Visconde de Guaratinguetá, que teria obrigado a menina a se casar aos 14 anos com um homem influente. 

Nada feliz com o casamento, Maria Augusta vendeu suas joias, mostrou que tinha muita atitude e fugiu para Paris aos 18 anos. Na cidade, a jovem viveu até 1891, quando teria falecido com apenas 26 anos – o motivo ainda é um mistério, graças à desaparição do atestado de óbito da garota. Com a notícia da morte, sua família pediu que o corpo retornasse ao Brasil e fosse colocado em uma urna de vidro na casa da família até que o túmulo ficasse pronto.

 Mas, mesmo após a sepultura estar pronta para receber o corpo, a mãe de Maria Augusta não quis enterrá-la. Foi só após ser acometida por diversos pesadelos enquanto o corpo estava na casa que ela consentiu em sepultar a jovem.

Algum tempo depois, em 1902, o casarão em que viviam deu lugar à escola estadual Conselheiro Rodrigues Alves, onde dizem que seu espírito vaga até hoje, aparecendo com frequência nos banheiros femininos.

DEPOIMENTOS:

1- Hoje irei relatar um fato verídico que aconteceu com uma amiga minha, eu sempre  disse para ela não brincar com o desconhecido, mas ela não me dava ouvidos.

Todos os dias, no intervalo, ela ia com algumas amigas chamar a loira do banheiro, elas liam na internet modos de chamá-la, e um dia deu tão certo que elas conseguiram, elas foram sair do banheiro e a porta se trancou sozinha pelo lado de fora, elas gritaram tanto que uma "tia" da limpeza ouviu os gritos, pegou a chave e abriu a porta.

Naquele mesmo dia, quando fomos sair da escola, passamos em frente ao banheiro (minha sala era em cima, e as escadas eram de frente ao banheiro), minha amiga entrou no banheiro para lavar a mão, pois estávamos fazendo um trabalho com cola, e ela disse que foi olhar no espelho e viu uma mulher loira de vestido branco e olhos escorrendo sangue segurar ela pos trás, eu, como sou muito medrosa, ouvi os gritos de minha amiga, mas não tive coragem de entrar no banheiro, minha professora foi lá e tirou minha amiga.

No dia seguinte, assim que eu entrei na classe, minha amiga falou que essa mesma mulher perseguiu ela durante a madrugada: "Aquela mesma mulher de ontem me atormentou durante a noite, fui deitar para dormir, mas estava sem sono, fiquei acordada, de 01:40 consegui cochilar acordei de 03:13 para ir beber água, mas me lembrei de ontem e não fui até a cozinha, fechei os olhos para tentar dormir de novo, ouvi um barulho muito próximo de mim, abri os olhos, e aquela mulher estava paralisada me olhando, depois que comecei a encará-la, ela começou a andar em minha direção, comecei a rezar e pedir proteção para Deus, depois disso ela saiu e eu dormi.

Ela me disse que perguntou para as amigas dela que também chamaram a loira do banheiro e elas disseram que aconteceram a mesma coisa com elas, sempre avisei minha amiga para ela nunca mexer com o desconhecido, mas ela dizia que o sobrenatural não existia, depois dessa ela nunca mais quis invocar nenhum espirito.

2-Tudo começou quando eu comecei a ler lendas urbanas da net e descobri a famosa lenda da loira do banheiro. Minha colega (que e a mais atentada da sala) no dia em que eu faltei resolveu fazer o tal ritual. Ela fez tudo direitinho, ficou sozinha e com a porta trancada. Não sei o que aconteceu, mas quando ela saiu de lá ela voltou alterada e as minha amigas perguntaram se tinha dado certo ela dizia: certo o que?

De repente ela começou a bater a cabeça na mesa e virar os olhos, e quando diziam algo sobre a Loira do Banheiro ela dava um troço e começava a virar os olhos e se mexer. Eu tive medo quando me falaram isso.

Elas perguntaram porque ela tava assim ontem e ela disse: "Não sei, não me lembro de nada!"

E aí pessoal conhecem alguma história sobre a loira do banheiro?

Deixe seu relato e até o próximo domingo com mais lendas urbanas.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabia que a mulher mais alta do Brasil é paraense? Conheça

Belém ganha nova Agência de Namoro e Matrimônio

Após injetar cimento, transexual recupera feições com procedimento