Nova Avenida João Paulo II é entregue em Belém e promete desafogar o trânsito na Região Metropolitana




Quem precisa se locomover pela Região Metropolitana de Belém sabe o quanto é desafiador. Trânsito pesado, motoristas e pedestres que não se entendem, e tudo complica ainda mais quando é horário de pico. Exemplo de tudo isso é que a capital paraense é considerada a quarta pior cidade brasileira para se dirigir perdendo apenas para a cidade de Manaus, no Amazonas; Florianópolis, em Santa Catarina; e João Pessoa, na Paraíba. Os dados são de uma pesquisa divulgada recentemente pelo aplicativo de trânsito Waze.

Pois é, inúmeras são as problemáticas relacionadas ao nosso trânsito, porém algumas medidas vêm sendo implantada a fim de reverter essa realidade. Uma delas é o prolongamento da Avenida João Paulo II, em Belém. No domingo, 23, o trecho entre a passagem Mariano e a Rua da Pedreirinha II foi liberado para o tráfego. A via tem mais de quatro quilômetros, com duas pistas com acostamento, ciclovia bidirecional, calçadas e canteiro central.

Av. Almirante Barroso em horário de pico

Outra medida que algum tempo vem tentando melhorar o trânsito de Belém é o sistema BRT. Porém as obras se estendem por quase uma década. Iniciada em 2011 o projeto pretende interligar o centro de Belém aos municípios da região metropolitana através de um corredor expresso. Porém até o momento pouco se avançou, e apenas alguns veículos, conhecidos por minhocão estão atuando na capital em horário esporádico. Os demais serviços continuam sendo operado pelos ônibus circulares.


Texto: Silvano Viana
Fotos: (1) Igor Mota (2) Belém Trânsito
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabia que a mulher mais alta do Brasil é paraense? Conheça

Belém ganha nova Agência de Namoro e Matrimônio

Após injetar cimento, transexual recupera feições com procedimento