Traficante que vendia drogas a Demi Lovato tem prisão decretada

O decreto de prisão seria por um caso diferente: em junho, o traficante foi pego com posse de cocaína e dirigindo alcoolizado.

(Foto: Reprodução)
Brandon Johnson, que admitiu em frente a uma câmera ter dado a Demi Lovato, 25, as drogas que levaram a cantora à overdose, está sendo procurado pelo escritório de polícia de Los Angeles. Porém, segundo o site americano TMZ, o motivo não é a questão que envolve Demi.

O decreto de prisão seria por um caso diferente: em junho, o traficante foi pego com posse de cocaína e dirigindo alcoolizado. Como ele não compareceu a sua audiência na última segunda-feira (17), um juiz decretou a prisão dele. Uma vez que Johnson for preso, sua fiança será fixada em US$ 26 mil (cerca de R$ 108 mil).

Demi estava em contato com o fornecedor da droga desde abril. Ela teria enviado uma mensagem ao traficante para que ele fosse até sua casa no dia em que teve a overdose.

No dia, ele teria levado para ela oxicodona, um opioide analgésico semelhante à morfina, que estaria misturado com fentanil, outro tipo de analgésico. A cantora foi encontrada desmaiada em sua casa na noite do dia 24 de julho após essa festa.

O TMZ afirmou ainda que o traficante costumava comprar drogas contaminadas no México. A droga levada para Demi é a mesma que causou a morte de Prince em abril de 2016, e do rapper Lil Peep, em novembro de 2017. Com informações de Noticias Ao Minuto..

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabia que a mulher mais alta do Brasil é paraense? Conheça

Belém ganha nova Agência de Namoro e Matrimônio

Após injetar cimento, transexual recupera feições com procedimento