Fatos & Curiosidades: Penitenciária de Cariri - Espíritos presos à Terra, após a morte?

(Foto: Reprodução)

Esse temível lugar, localizado no Ceará, especificamente em Juazeiro do Norte, já foi alvo até mesmo de um massacre em massa de mulheres. Ao qual resultaram em uma série de relatos posteriores de gritos de dor, gemidos e sussurros femininos.

Algo assustador só de contar para vocês...

Os presos e funcionários da prisão juram que já viram as portas e as janelas se abrirem e fecharem sozinhas, declaram também que ouviram sons de passos e choro de lamúria. Eles falam que esses choros que escutam são oriundos das mulheres que foram assassinadas pelos homicidas presos. Esses sons acontecem principalmente durante a noite.

Muitos policiais que trabalham na penitenciária contam que durante a ronda pelos corredores, dizem que ouvem passos atrás de si e no momento que viram para olhar, não há nenhuma pessoa.
Não são apenas policiais que afirmam terem visto ou ouvido coisas do além. Os detentos confirmam tais histórias. Portas e janelas se fecham sozinhas, sem qualquer influência do vento, sussurros são ouvidos claramente - principalmente, à noite -, choros, lamentações e pedidos de socorro.

Não são poucos os policiais que dizem ter ouvido passos atras de si quando andam pelos corredores. Quando olha para trás, ninguém é visto. Há um comentário alegando que até as câmeras de segurança da central de monitoramento já tiveram a oportunidade de captar vultos. Porém, como as imagens são confidenciais e, por sua vez, não foram disponibilizadas na internet, isso não pôde, até agora, ser confirmado.

Há uma teoria, até agora a mais aceita entre os populares da região, que acredita que os espíritos que rondam o local e assombram a todos diariamente são de vítimas que foram assassinadas pelos presos do local. Portanto, se essa for a verdade, será impossível ter ideia de quantos espectros habitam a penitenciária.

(Foto: Reprodução)

As pessoas que lá estão presas, trabalham na confecção de joias, bolas de futebol e na marcenaria, em troca de redução na sentença dos presos. Um lugar assim cheio de dor,mortes e muitas barbaridades só podia ocorrer fenômenos sobrenaturais.

No caso de mortes violentas como acidentes e assassinatos, podemos resumir assim:
não perceber que desencarnou e continuar agindo como se estive entre nós ainda, até que no momento propício possa ter o esclarecimento por parte dos Bons Espíritos (nunca ficamos sozinhos). Ficar psicologicamente preso ao momento do desencarne, ou seja, num grande sofrimento, para tentar evitar o que aconteceu, numa tentativa de se salvar.

 Neste caso ocorre como uma “fixação” do pensamento naquele momento, e o espírito fica preso, num processo de perturbação e sofrimento sem notar que desencarnou e ficar confuso (perturbação normal no momento do desencarne). Muitas vezes fica pensando que se trata de um pesadelo e que logo despertará.

Adormecer e ser atendido diretamente em postos ou instituições de socorro no plano espiritual, ser despertado suavemente e esclarecido.

Todos devem saber que os espíritos precisam ir ao plano espiritual e jamais devem ficar aqui na Terra presos a nós e a vida que viveram.

Seja qual for o tipo de morte que uma pessoa tiver, a única coisa que o seu espírito precisará, é do conforto das preces e da aceitação daqueles que aqui ficaram. A morte só existe para o corpo físico porque o espírito é imortal. Deus não tem nenhum dos seus filhos morto. Confiemos mais na nossa imortalidade, pois com ela tudo mudará em nós.

Enfim,o mistério sobre os gritos e lamentações continuam por lá.

Até a próxima...

Amor, Gratidão e Fé.








Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabia que a mulher mais alta do Brasil é paraense? Conheça

Belém ganha nova Agência de Namoro e Matrimônio

Após injetar cimento, transexual recupera feições com procedimento