DESTAQUES

sexta-feira, 12 de julho de 2019

"Baenão foi minha casa em Belém!"


Ao longo dos 102 anos de existência do estádio Baenão, inúmeros jogadores que naquele gramado, ali pisaram, fizeram o seu nome com honra, glória e destaque vestindo a camisa do Clube do Remo e com isso ficaram marcados na memória de cada um torcedor azulino.
Entre tantos craques e ídolos, podemos citar um jogador que em um passado não tão muito distante, imortalizou o seu nome através de grandes partidas feitas e belos gols. Estamos falando de Giancarlo Dias Dantas, o Gian, ou como é conhecido até hoje: "Príncipe do Baenão".
O ex - camisa 10, que hoje reside em Castanhal, onde é coordenador da categorias de base do Castanhal Esporte Clube, relembra de grandes feitos realizados dentro do estádio Evandro Almeida e fala com muito carinho sobre o que representa para ele o Baenão. "Ali sempre foi minha casa,nos anos que joguei no Remo e trabalhei, fiquei mais tempo no Baenão, que na minha própria casa,amava estar com as pessoas que ali trabalhavam e com os jogadores da minha época, o Baenão com certeza foi a minha casa em Belém."
Gian, quando jogador, levava tão a sério o carinho que ele tinha pelo estádio Baenão, que chegou até a idealizar e organizar a reforma dos vestiários do Baenão. "Um dia me juntei com o Eliezer,aquilo que eu estava pensando,Ele disse que arrumava a pessoa,para fazer e fui atrás de fazer a camiseta,para vender e arrumar o Vestiário,acabou dando certo e conseguimos fazer tudo direitinho e prestando conta,a idéia foi nossa,teve a contribuição dos torcedores e uma parte minha". Conta o ex jogador.
No Clube do Remo, indicado na época pelo técnico Julio Cesar Leal, Gian Dantas foi Bicampeão paraense nos anos de 2003 - 2004, atuando ao todo em 91 jogos (entre os anos de 2003 - meados de 2005 e 2010), onde marcou 25 gols. Entre esses gols e jogos, o "príncipe" tem na sua memória uma partida que para ele, é muito especial, mesmo sem ter marcado gol. "Um jogo que fizemos 6 x 0, no Mogi-Mirim (3 gols de Rogério Belém, 1 Valdomiro, 1 Cristiano e outro contra) eu gostava muito de jogar no Baenão".
Por fim, Gian demonstra todo seu carinho e admiração para com a torcida azulina. "Remo é Amor,o torcedor do Remo tem amor pelo clube e todos aqueles que demonstram amor e deixe ele feliz,vão sempre fazer parte da história do Clube,através dos seus torcedores" Conclui.
Pela Seleção Brasileira, Gian ganhou o campeonato sul americano sub-17(1991) e a Copa do Mundo Sub-20 (1993), ganhou também a Copa São Paulo de futebol sub-20(1992), foi tetra campeão carioca pelo Vasco da Gama(1992, 1993, 1994 e 1998), pela equipe carioca também conquistou o Brasileirão(1997) e a Libertadores(1998). Isto sem contar com o bi-campeonato Paraense pelo Clube do Remo (2003 e 2004) e o título cearense pelo Ceará Sporting Club (2006).

Foto: arquivo pessoal.
Por: Magno Fernandes

Nenhum comentário: